sexta-feira, 20 de fevereiro de 2015

Deputada maranhense ingressa na luta contra o crack em Brasília

Alguns estudiosos afirmam que o número de usuários de crack no Brasil pode chegar a mais de dois milhões. A droga se espalha pelo Brasil e para a deputada federal Eliziane Gama (PPS) deve ser combatida. Na próxima semana a deputada deverá ser apresentado requerimento em que pedirá ao governo federal detalhes sobre o total de recursos investido em programas e ações para combater o crack.
A preocupação da deputada é direcionada para a manutenção dos recursos destinados para a luta contra o uso de crack. Com o requerimento a deputada pretende descobrir se os recursos empregados aumentam na proporção que a droga se alastra, ou se estão estagnados.
O Jornal O Globo informou, em reportagem, que, dos R$ 4 bilhões anunciados por Dilma Rousseff em 2011 para atender ao programa federal “Crack, é possível vencer”, só a metade foi efetivamente executada. Segundo o diário, a partir de informações da ONG, o governo empenhou R$ 3,5 bilhões no programa, mas pagou apenas R$ 1,9 bilhão. Dos 308 consultórios de rua previstos para estar funcionando até dezembro, só 123 entraram em atividade.
O ofício de Eliziane Gama é endereçado à Casa Civil e ao Ministério da Justiça.
Entre outras informações, a parlamentar maranhense quer saber quanto a União efetivamente pagou da dotação orçamentária aprovada pelo Congresso Nacional para os programas de combate a drogas e crack entre os anos de 2011 e 2014.
Também requisitou dados sobre o volume de recursos investidos pelo governo federal, no mesmo período, em cada uma das 27 capitais para ações e programas de combate a este tipo de entorpecente.