quarta-feira, 28 de janeiro de 2015

Governo intensificará ações de combate ao trabalho escravo

As atividades da Comissão Estadual para a Erradicação do Trabalho Escravo (Coetrae) no Maranhão serão retomadas. A decisão foi anunciada na última terça-feira (27) em reunião da Secretaria de Estado de Direitos Humanos e Participação Popular (Sedihpop) com lideranças e gestores interessados em integrar a comissão.
A Coetrae-MA está ligada à Sedihpop e é composta por diversos órgãos e entidades que formam uma rede de atuação e proteção aos direitos humanos e combate ao trabalho escravo. O secretário da Sedihpop, Francisco Gonçalves, enfatizou o compromisso do governo no combate ao trabalho escravo. “A retomada dessas ações reflete o empenho da gestão estadual com a garantia dos direitos humanos”, destacou.
Os participantes da reunião definiram um calendário de atividades. Entre as primeiras ações a serem realizadas está o levantamento da incidência do trabalho escravo nos municípios do Maranhão. Com base nesses dados, será elaborado um plano de ações para a Coetrae-MA.
Uma das propostas é a retomada do Projeto Caravanas da Liberdade. O projeto é uma iniciativa do Tribunal Regional do Trabalho em parceria com o Ministério Público do Trabalho, Ministério do Trabalho e Emprego, além da Sedihpop e do Coetrae-MA. O objetivo do Caravanas da Liberdade é colocar em prática atividades preventivas e de fiscalização nos municípios com altos índices de trabalho escravo e infantil.
Para o juiz do Trabalho Manoel Veloso, o trabalho da comissão é extremamente necessário. “A esperança é de que sejam renovadas as forças e o empenho dos envolvidos”, disse.
Participaram da reunião representantes das secretarias estaduais de Pesca, Educação, Segurança Pública, Agricultura Familiar, Cultura, Juventude e Agricultura, Pecuária e Abastecimento, além da UFMA, Sociedade Maranhense de Direitos Humanos (SMDH), Ministério Público Estadual, Ministério Público Federal e Ministério do Trabalho e Emprego.