Poesia do Dia



                                                (Conceição de Maria Santos de Araujo)



Teus olhos

Teus olhos são abismos de desejos
De prazer e de volúpia sem par
São dois mundos de loucuras e ensejos
Onde me vejo inteira,a mergulhar...

Eu bem sei qual será minha tortura
Se eu te ti não me afastar
Porém,só Deus sabe da amargura
Que terei então de suportar.

A solidão já me pesa como um tardo
E a lembrança de perder-te é demais
Não sei o que farei de minha vida
Se não puder ver-te nunca mais

Tu és para mim o único alento
Necessito de ti para viver
Pois a vida sem ti é um tormento
Que eu quero loucamente esquecer


                                                                Rio, 29/11/67            
                                                                                                CMSA

Transtorno do Espectro Autista

Direito de todos

Ajude a denunciar!